Follow by Email

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Os Novos Caminhos da Ciência

OS NOVOS CAMINHOS DA CIÊNCIA

CAPITULO 43

Concepção: Maci Barbosa

Texto: Antonio Aruanda

CENA 1 – O DESAFIO

(MÚSICA: TENTE OUTRA VEZ- RAUL SEIXAS)

EU TE DESAFIO, PESSOA DE RAZÃO E DE CIÊNCIA

A CASAR SEU SABER COM SUA BONDADE

A UNIR SUA RACIONALIDADE COM O EVANGELHO

A SINTETIZAR TODAS AS POLARIDADES.

EU TE DESAFIO, PESSOA LIMITADA

A TRANSCENDER SUA PSICOLOGIA ARCAICA

A ARREGANHAR SUAS GRADES CEREBRAIS

E ACEITAR AS NOVIDADES QUE SEMPRE CHEGAM.

EU TE DESAFIO, FILHO DA ACOMODAÇÃO

A SE TORNAR UM FILHO DO TEMPO

E COM ELE APRENDER A SER AGORA

SABENDO QUE TODO AGORA MORRE A CADA INSTANTE.

EU TE DESAFIO, ALMA PREGUIÇOSA

A SUAVIZAR SUA LUTA E SEU SOFRIMENTO

A LIBERTAR-SE DA ILUSÃO DO KARMA

A SENTIR DIFERENTE

A PENSAR DIFERENTE

E CRIAR UM NOVO MUNDO PESSOAL

E POR CONSEGUINTE, COLETIVO

EU TE DESAFIO

A ROMPER COM TUDO O QUE JÁ CADUCOU

E SE TORNAR DE UMA VEZ POR TODAS

A DIVINDADE QUE VOCÊ VEIO DESTINADO A SER

E POR BURRICE

SE ESQUECEU.

VOCE ACEITA O MEU DESAFIO? (Escolhe alguém do público, aponta o dedo para a pessoa e a encara por alguns instantes. Abraça-o. Senta-se numa cadeira reservada no meio das pessoas).

CENA 2: O CONVITE

(MÚSICA: ONLY TIME – ENIA)

EU TE CONVIDO A PARAR DE JULGAR A CONDENAR

A SAIR DO ALTAR DE SUAS CONVICÇÕES

A ADMITIR A FRAGILIDADE DE SUAS CRENÇAS

E TER CORAGEM DE MUDÁ-LAS NESSE MOMENTO.

EU TE CONVIDO A LIVRAR-SE DOS DOGMAS E DA CULPA

E ASSUMIR A RESPONSABILIDADE DAS SUAS ESCOLHAS.

A PARAR DE GIRAR EM TORNO DO SEU MUNDO POBRE

E FUNDIR-SE NA ALMA DO UNIVERSO

EU TE CONVIDO A ESCUTAR A VOZ DA DIVINDADE

A SER SACUDIDO PELA FORÇA DO ESPIRITO

A SE LIBERTAR DAS PRISÕES DA MIDIA E DAS CONVENÇÕES

A DEIXAR-SE POSSUIR PELA MORAL DO AMOR.

EU TE CONVIDO A SER DEUS, A SER DEUSA

A REBELAR-SE CONTRA TUDO O QUE TE ANULA

A ILUMINAR-SE COM LUZ PRÓPRIA

E SER UMA TOCHA ACESA NA MULTIDÃO.

VOCE ACEITA MEU CONVITE?

É CAPAZ DE ARREGAÇAR AS MANGAS E SAIR DO DISCURSO?

É CAPAZ DE ATITIUDES CONCRETAS E ABANDONAR A VERBORREIA?

É CAPAZ DE VENCER SUAS CARÊNCIAS E PARAR COM ESSA MANIA CHATINHA DE CHAMAR A ATENÇÃO?

ACEITA O CONVITE DE PARAR DE APONTAR ERROS?

ACEITA O CONVITE PARA CORRIGI-LOS?

VOCE ACEITA MEU CONVITE? (Escolhe alguém do público, abraça-o e o reconduz ao lugar onde estava sentado. Senta-se numa cadeira reservada no meio das pessoas).

CENA 3 – A DANÇA

(MÚSICA: BESAME – LEILA PINHEIRO)

DANCE COMIGO E MUDE SUA DIREÇÃO

DANCE COMIGO E MUDE O CAMINHO

DANCE COMIGO E ERRE O PASSO

DANCE COMIGO E INVENTE OUTRA DANÇA

DANCE COMIGO E SAIA DO LUGAR

DANCE COMIGO E MOVIMENTE A ENERGIA PARADA

DANCE COMIGO E CHEGA DE ACUMULAR FATOS E CONHECIMENTOS

DANCE COMIGO E CONCLUA O QUE COMEÇOU.

DANCE COMIGO E TRANSCENDA OS SENTIDOS

DANCE COMIGO E ABANDONE O CETICISMO

DANCE COMIGO E SE ABRA PARA A INTUIÇÃO

DANCE COMIGO E VIAJE ALÉM DAS APARÊNCIAS

DANCE COMIGO E SE ABRA PARA OS MISTÉRIOS DO ESPIRITO

DANCE COMIGO E SE ENVOLVA PELA CIENCIA DA ALMA

DANCE COMIGO E MERGULHE NO ABISMO DE SI MESMO

AÍ ENCONTRARÁ SUA MÚSICA PESSOAL

AÍ ENCONTRARÁ SEU RITMO, HARMONIA E CANÇÃO.

DANÇA COMIGO? (Escolhe alguém do público, dança com a pessoa e a reconduz ao lugar onde estava sentada. Senta-se numa cadeira reservada no meio das pessoas).

CENA 4 – A CAMINHADA

MÚSICA: (TOCANDO EM FRENTE – MARIA BETHANIA OU ALMIR SATER)

CAMINHEMOS RUMO AO EQUILIBRIO DO INTERESSE E DA AMBIÇÃO

PARA NÃO NOS PERDERMOS NAS ARMADILHAS DO EGO

CAMINHEMOS PELOS CAMINHOS DA COMPREENSÃO

PARA QUE DESVENDEMOS NOSSO EU E OS FENOMENOS

CAMINHEMOS PARA A AÇÃO HUMANITÁRIA

PARA QUE A MERA OBSERVAÇÃO CONCEITUAL NÃO ENGESSE NOSSOS SENTIMENTOS.

CAMINHEMOS PARA O SENTIR E O PENSAR AMPLO

A FIM DE SAIRMOS DA FAIXA DAS NEGAÇÕES.

CAMINHEMOS PELOS VINHEDOS DA CREDIBILIDADE

PARA NOSSA SEDE DE COMPLETUDE SEJA SACIADA

CAMINHEMOS PELOS CAMPOS MAIS ALTOS

A FIM DE TRANSCENDERMOS A CIENCIA MEDIOCRE

CAMIMHEMOS PELO ESPIRITUAL QUE ESTÁ EM TUDO

QUE É TUDO

PORQUE NÃO HÁ OUTRO CAMINHO MAIS INTELIGENTE

MAIS COMPLETO E MAIS COMPENSADOR.

CAMINHEMOS? (Escolhe alguém do público, abraça, sai caminhando com a pessoa de mãos dadas para fora do salão, dar a volta e a reconduzi-la ao lugar onde estava sentada. Senta-se numa cadeira reservada no meio das pessoas).

CENA 5 – O PENSAMENTO

(MÚSICA – PENSAMENTO – CIDADE NEGRA)

PENSE QUE O FUTURO DA CIENCIA PODE SER IMPONDERAVEL

PENSE QUE SE NÃO HOUVER A VERDADEIRA PAIXÃO NA CIENCIA

ELA MURCHARÁ SOLITÁRIA

PENSE QUE ONDE FALTA SINCERIDADE E PUREZA DE INTENÇÕES

AS PORTAS DO CONHECIMENTO SE FECHAM.

PENSE.

PENSE QUE O MISTÉRIO TEM SUAS DEFESAS E RESISTÊNCIAS

SÓ VIBRAÇOES INTENSAS AS SUPERA.

PENSE QUE A VERDADE SÓ ESTARÁ DISPONIVEL

PARA QUEM INVOCA SUA LUZ PARA O AMOR

PENSE

PENSE QUE MERA CURIOSIDADE NÃO TE LEVARÁ PARA MUITO LONGE

E QUE A LEI NÃO LIBERA O CONHECIMENTO AOS IMATUROS

PENSE QUE A LEI NÃO ADMITE DESORDEM

A VERDADEIRA CIENCIA CORRESPONDE A MATURAÇÃO DO SER

PENSE QUE PARA A EVOLUÇÃO NÃO HÁ ATALHOS, HÁ CAMINHOS.

PENSE. (Escolhe alguém do público, toca na fronte da pessoa, abraça-a e a reconduz ao lugar onde estava sentada. Senta-se numa cadeira reservada no meio das pessoas).

CENA 6 - O SONHO

(MÚSICA: SONHO DE ÍCARO – BIAFRA)

SONHEI QUE A CIENCIA ADMITIU NÃO SABER TUDO

E QUE O PASSADO RIU DE TANTAS MUDANÇAS MOSTRADAS PELO FUTURO.

SONHEI QUE AS REVOLUÇÕES NO CAMPO DO SABER PASSARAM A SER CONSIDERADAS PELAS PESSOAS COMO ACONTECIMENTOS NORMAIS

SONHEI QUE A HUMANIDADE SE RENOVAVA

E QUE TODOS NOS TORNAVAMOS GENIOS

ARTISTAS

SUPER-HOMENS

SUPER-MULHERES...

SONHEI QUE TODOS NÓS ERAMOS UM

E QUE EU ALCANÇAVA A CIENCIA E A CONSCIENCIA DE TODOS OS FENOMENOS.

SONHEI QUE CORAÇOES E MENTES SE ABRIRAM PARA NOVAS VERDADES

SONHEI QUE NOVOS CAMINHOS SURGIRAM

E TODOS NÓS NOS CONSCIENTIZAMOS

QUE PODERIAMOS OPTAR POR QUALQUER UM

SEM MEDO.

SONHEI QUE NOS TORNAMOS DEUSES E VOAMOS.

VAMOS SONHAR? (Escolhe alguém do público, abraça, chama-o para o palco, sugere, sussurrando, que se deitem e durmam para sonhar – MÚSICA DE NINAR).

FINAL: Cada uma que fez o monologo convida a pessoa com quem fechou a cena e leva-a ao palco. Cada um no seu momento pedirá ao escolhido que leia seu texto e diga, respectivamente, que desafio o instigou? Que convite o seduziu? Qual a dança que chamou mais a atenção? O que mais tocou na caminhada? Qual o pensamento mais belo? E o sonho que mais chamou a atenção?

Cinco minutos depois cada um apresentará para o público sua opinião e a justificará.

(MÚSICA: UMA VALSA DE STRAUSS) – Os doze dançam e logo após se inicia o debate em torno do conteúdo apresentado.

2 comentários:

  1. Devemos nos abrir para o novo, aceitar as diferenças e o que ainda não conseguimos entender, porém não esquecer e romper com o passado, mas sim, cada vez mais, agregarmos, nos beneficiando de tudo de bom que foi, que ai está e que irá por vir.

    ResponderExcluir
  2. Concordo Lorena.Só defendo a ruptura de sistemas e crenças caducas.

    ResponderExcluir