Follow by Email

sábado, 7 de maio de 2011

Ser Filho é Padecer no Paraíso



Gosto do seu olhar riscado
Desse sorriso aberto
Do destrambelhamento que me eleva
Da sua mão macia que me cura

Amo as lições que me ensinou
Bem como os traumas que me imprimiu
Pois ambos fazem de mim
Um ser normal e completo

Lembro-me das mil e uma noites
Em que você cuidou de mim
E ratifico que seu Amor
Ultrapassa qualquer razão

Hoje nos vemos como somos
Sem máscaras nem eufemismos
Respeitamos nossos muros
Adoramos nossas portas e janelas

Foi você que eu escolhi
Para me gerar
Porque a amo não de agora
Mas de éons.

Por toda a luz e trevas
Que optamos viver juntos
Digo com toda minha delicadeza
- Ser seu Filho é padecer no Paraíso.

5 comentários:

  1. Nem sei se deveria postar agora, mas quando a vontade chega, arrebatadora, ñ dá pra controlar! ARUANDA, vc é simplesmente incrível!!! Vc traduz em poucas palavras toda uma existência, da geração ao rebento...Te amo! Beijo nessa pessoa que minha mãe tbm! rsrs

    ResponderExcluir
  2. Ô minha coisa linda...Tu me emocionou... Darei o beijo nela. Te amo e seja bem-vinda ao nosso blog.

    ResponderExcluir
  3. Antonio, ela é sem dúvida, uma mulher especial, assim como vc. E não reclama de padecer no paraíso. Fez parte!
    bj, amo vocês!

    ResponderExcluir
  4. Texto e sentimento lindos.. só vcs os traduz assim! ^^
    te amo!

    ResponderExcluir